blog image

Psicologia das cores no marketing


Tudo na vida exige planejamento, seja para adquirir um bem material ou para mudar algo pessoal em sua rotina. Sem um planejamento, alcançar algumas metas se torna mais difícil e até mesmo demorado. No marketing não é diferente. É preciso seguir estratégias específicas para que uma empresa alcance o sucesso e seja reconhecida no mercado.

Entre várias etapas a serem seguidas para a construção de uma marca, podemos incluir o estudo de tipologias, imagens e cores. E é sobre esse último item que vamos abordar hoje no blog. Um elemento que muitas vezes não é levado a sério, mas essencial para provocar reações nos consumidores e torná-los clientes. Na hora de escolher um produto ou serviço, o impacto visual é um dos fatores decisivos.

Algumas pessoas gostam de cores mais chamativas, já outras preferem os tons mais neutros. Até a forma de se vestir está ligada às cores. Com certeza você já deve ter visto, pelo uma vez enquanto navegava pelo feed das suas redes sociais, sobre coloração pessoal. Um consultor avalia quais são as cores – roupas, maquiagens e acessórios -, que mais combinam com sua personalidade e ressaltam a sua beleza. Ou seja, as cores são elementos essenciais para a nossa vida, pois está presente em todos os lugares, com seus inúmeros significados.

O que é psicologia das cores?

A psicologia das cores avalia o comportamento das pessoas em relação às cores. E isso engloba emoções, sentimentos, sensações e desejos. Para entender melhor o conceito, precisamos voltar no tempo.

Em 1666, Isaac Newton fez uma descoberta importante. Ao passar a luz branca por um prisma, o cientista identificou diversas cores, conhecidas hoje como primárias. Quando resolveu combiná-las, ele descobriu as cores secundárias.

Tempos depois, em 1810, o escritor alemão Johann Wolfgang Von Goethe, que também era cientista, escreveu o livro Teoria das Cores. A obra mostra que a visualização da cor não está somente ligada ao ambiente e à luz, mas também à percepção individual de cada pessoa sobre um objeto. A partir desse estudo, novas pesquisas foram feitas e o termo “psicologia das cores” foi criado.

A importância das cores no marketing

Como já foi dito, as cores estão relacionadas à nossa visão. É por meio delas que há estímulos no cérebro e o instinto de reação, seja de forma positiva ou negativa. Portanto, cada pessoa terá uma percepção diferente quando for exposta às mais variadas tonalidades.

Infelizmente, muitas empresas ignoram essa etapa na construção da marca. Segundo pesquisas, a cor é responsável por 85% na decisão de compra de um determinado produto. E isso inclui os anúncios, as embalagens e outras peças publicitárias.

Ao aplicar a psicologia das cores, as chances de uma empresa ser reconhecida são maiores. Confira no infográfico abaixo como a cor e o posicionamento de uma marca estão interligados.

Significado das cores no marketing

Amarelo
O amarelo é uma cor que remete à fome. Em outras palavras, estimula o apetite das pessoas. Se usada separadamente, representa alegria, acolhimento, esperança e otimismo. Em alguns casos, a cor também serve para chamar a atenção para situações que exijam mais cuidado e concentração.

Azul

O azul transmite tranquilidade e segurança e exalta a criatividade. Como possui diversos tons, é preciso certificar qual a finalidade da cor nas peças publicitárias. O azul-claro, por exemplo, passa a sensação de frescor, higiene, produtividade e sucesso. Com o azul-escuro, o significado é um pouco diferente. Esse tom traz confiança, força e poder, sendo mais utilizado em marcas corporativas.

Branco

Considerado como “puro”, o branco é uma cor neutra. Representa calma, equilíbrio, sinceridade, limpeza, harmonia e serenidade. No marketing de conteúdo, o branco é muito utilizado em blogs e materiais ricos. Além disso, permite que a chamada a uma ação (CTA) fique em evidência.

Cinza

Por ser um combinado entre branco e preto, o cinza também é uma cor neutra. Ou seja, ajuda os outros tons a ficarem nítidos, equilibrados e harmoniosos. O cinza é muito usado por empresas de tecnologia ou de ambiente corporativo. A cor remete formalidade, modernidade e solidez. Além disso, é capaz de transmitir conhecimento, profissionalismo e responsabilidade.

Laranja

Por ser uma cor vibrante e mais viva, o laranja é utilizado em anúncios e campanhas. Representa energia, alegria, força e felicidade. Por inspirar dinamismo e movimento, a cor laranja é uma ótima opção para atrair clientes, pois repassa também confiança.

Marrom

Se uma marca quer repassar seriedade e sofisticação, o marrom é a cor certa. É muito usada em empresas de design de interiores, empórios e lojas com produtos gourmets ou em negócios corporativos que desejam reforçar seu comprometimento e organização. O marrom também é visto em produtos orgânicos por remeter à natureza e o conceito rústico.

Preto

O preto possui diversos significados. Ao mesmo tempo que simboliza o luto (em algumas culturas), a solidão e o mistério, também é marcado por sua elegância, luxo, poder e força. Ao ser combinado com outras cores, possui a capacidade de criar outras simbologias. Por ser uma cor neutra, é muito utilizada em tipografias. Além do destaque em alguns fundos, permite que a comunicação seja mais legível.

Rosa

O rosa, assim como o azul, também é marcado por suas tonalidades. Enquanto o rosa-claro transmite delicadeza, inocência, proteção e romantismo, o rosa-escuro está ligado à modernidade e a atração de uma pessoa. Os tons de rosa são encontrados em lojas de doces ou em marcas femininas e infantis. Por outro lado, passa a sensação de inovação e diferenciação, o que desperta o interesse do consumidor por algo novo.

Roxo/Violeta

A cor roxa é conhecida por sua elegância, nobreza e realeza. Em contrapartida, é associada ao respeito, calmaria e sabedoria. Também estimula a criatividade e a imaginação. Em outros casos, a cor faz menção à espiritualidade. Por suas características, é muito utilizada em centros estéticos, em embalagens de produtos de beleza e estabelecimentos que promovem bem-estar.

Verde

Não é novidade que o verde é relacionado à natureza e ao meio ambiente, mas a cor também representa equilíbrio, harmonia e saúde. Nos hospitais ou centros de saúde, a cor passa a sensação de calma, relaxamento e tranquilidade aos pacientes. Já em alguns produtos de higiene, a cor transmite a ideia de frescor. No mundo corporativo, o verde remete a ponderação e a coerência. É utilizado também em fases de negociação ou relacionamento com clientes.

Vermelho

O vermelho é a cor da paixão e do amor, mas também tem outros significados. Um deles é a fome que, assim como o amarelo, pode abrir o apetite. Por ser uma cor chamativa, estimula a ação e é encontrada em campanhas promocionais. Outra característica do vermelho é a utilização em situações urgentes, pois se destaca em qualquer ambiente.

A cor como estratégia de marketing

Como foi possível perceber, as cores são ferramentas poderosas. Se usadas de forma correta e planejada, possui grandes chances de mostrar ao público quais são os objetivos e valores de uma empresa. Portanto, as apresentações, a marca, os produtos, o site, o blog, as campanhas e os materiais publicitários devem estar em harmonia para que a mensagem seja transmitida de forma limpa e coerente.

As cores podem influenciar também os clientes virtuais e aumentar a taxa de conversão de uma loja virtual. Pesquisa realizada sobre o assunto mostra resultantes significativos. Confira abaixo.

– Os anúncios coloridos são 26% mais reconhecidos do que nas versões em preto e branco;

– O reconhecimento de uma marca é ampliado em 80% de acordo com as cores escolhidas;

– Entre as mulheres, azul, roxo e verde são as cores preferidas; para os homens, azul, verde e preto;

– As cores menos simpáticas as mulheres são laranja, cinza e marrom. Já os homens não se identificam com o laranja, marrom e roxo; e

– As cores também são relevantes para a percepção de preço. O roxo e o preto são associados a produtos mais requintados, e o laranja a preços mais baixos.

Como não há um único perfil de consumidor e cada um reage de uma forma em relação às cores, a empresa deve escolher qual o público-alvo quer atingir.

– Se o desejo é conquistar os consumidores impulsivos, aqueles que precisam de soluções rápidas, a aposta deve ser no azul, laranja, preto e vermelho;

– Se o público-alvo são pessoas que vivem com orçamento controlado e que buscam preços baixos, o azul-escuro e verde-claro são os mais indicados;

– Agora, se empresa quer atrair as pessoas mais tradicionais, o azul-claro e os tons de rosa são bem-vindos.

Por fim, escolha uma cor principal e os contrastes que combinam com ela. Opte por um visual limpo, sem excessos, para evitar o cansaço nos olhos dos consumidores. Ah, não se esqueça de realizar testes para melhor identificar as combinações de cores.

 



Quer receber gratuitamente dicas que te ajudarão a divulgar sua empresa?